sábado, 23 de junho de 2018

Cuide do que é seu!

Fotografia: Cristiane Tiago
O que aconteceu comigo?
Achava que o controle era só meu
Pensava aqui comigo,
Que o tempo era só meu.

Pensei refleti, que vida miserável
Que o homem moderno se construiu,
Consome e não se sente saciável
O que há de errado no que consumiu?

Depois de um tempo aprendi,
Que o ser precisa de mais natureza
Enfim vi e entendi,
O ser necessita apreciar mais a sua beleza.

O estresse pode ser isso também,
Vida corrida, o nervoso aflorado
Aprenda que a vida é mais além
Olhe quem está ao seu lado!

Por que se matar tão rápido?
A vida é curta, cuide do que é seu,
Preso no passado sendo ávido
Que o hoje seja  todo seu!

Este, o tempo é a longo prazo
Saúde, família e vida espiritual,
É dedicação, amor e comprazo
Que seja seu habitual.


Cristiane Tiago
Produzido entre 9 à 13 de abril de 2018

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Escolher a profissão da vida, como?

Colação de Grau em Pedagogia Licenciatura 22/03/2017
      Escolher o que gosta pode ser uma tarefa fácil e complicado ao mesmo tempo. E quando a pessoa gosta de várias coisas? E agora? Ferrou (risos)! Na época eu não queria fazer faculdade, mas pelos "empurrões" da família, "você vai estudar sim!", acabei sedendo e escolhi pedagogia porque o meu pensamento era "Há, como eu gosto de criança vou ficar com este curso", eu não tinha expectativa de escolher um curso específico. Depois que terminei o curso, várias vezes falei "eu acho que perdi tempo fazendo este curso!", por que pensei assim? Olha, eu gosto de várias coisas e é complicado pra mim ver fazendo uma profissão a vida toda, sei lá, é como se estivesse presa. E do que gosto? Escrever, ler/assistir história principalmente baseados em fatos reais, artesanato com pinturas em tecido, tocar um pouco de violino. Se eu falar aqui a quantidade de cursos que eu falava que queria fazer, nossa (risos)! Além de pressionar eu mesma e deixando quem está em volta de mim tudo doido (risos) é de lascar, não é mesmo? Isso com certeza é a realidade de muitos por ai. E vou te dizer uma coisa, é normal viu? A gente vai amadurecendo, se conhecendo, testando ideias, por isso vai abrindo um leque e parece que "o balão escapou da mão" e não tem controle sobre o que gosta, é muito doido e legal ao mesmo tempo. Já pensou fazer uma coisa o resto da vida? Há não! Que chato, né? E se puder ajuntar o seu hobby e transformar em profissão, nossa fechou! Opa ai é negócio. Atualmente não trabalho nessa área do curso que fiz, é uma área que precisa tanto de professores e ao mesmo tempo é tão desprezado, o órgão responsável atrasando pagamentos (por conta da crise), cortando daqui e dali, e ainda querendo que o professor faça milagres sendo que precisa de ajuda, é um assunto muito complexo e tem como ser resolvido, mas... Eu sinceramente, vejo que aula particular trabalhando com um aluno só, focando nas dificuldade especificas é bem melhor, do que pegar uma sala cheia e não conseguir dar atenção devida nas dificuldades de cada um.